Header Ads

Image and video hosting by TinyPic
Breaking News
recent

"POLÍCIA: UM DOS ACUSADOS DE ROUBAR, MATAR e ENTERRAR VENDEDOR FOI PRESO NO PI"

Reginaldo foi vítima de latrocínio no estado do PI em maio/2014
Uma ação em conjunto da Polícia Militar de Paulistana e de São João do Piauí prendeu nesta última madrugada, (05/06) Edivirges Gomes da Silva, vulgo Nuca, (34 anos), acusado de latrocínio. Nuca é suspeito de participar do assassinato do vendedor Reginaldo Ribeiro de Sousa, 41 anos, natural de Afrânio-PE. O crime aconteceu na localidade rural Angico Branco no município de Capitão Gervásio Oliveira, onde o corpo foi encontrado no dia 04 de maio, enterrado, em estado avançado de decomposição.

Foto do assassino EDIVIRGENS vulgo NUCA
O suspeito estava foragido, já que havia um mandato de prisão em seu nome. A polícia chegou ao acusado após investigação, no momento da prisão os PMs estavam à paisana e com carro descaracterizado receberam apoio da 2ª Companhia da Polícia Militar. Acharam o meliante na PI-465, de carona seguindo em direção à cidade de São João do Piauí. Com Edivirges foram encontrados documentos pessoais, uma bolsa de viagem com roupas, perfume e uma quantia de R$ 5.850,00. O preso confessou à polícia que o dinheiro pertencia à vítima. O acusado ficou detido na Delegacia de Polícia em São João do Piauí, aguardando ser ouvido pelo delgado titular. Mas o outro foragido pelo mesmo crime, Atanagildo, ainda não foi encontrado.

No fim da tarde de hoje (05/06) Edivirges prestou depoimento ao delegado Jorge Terceiro, onde negou ter participado do assassinato e confessou apenas ter ajudado a cavar o buraco e enterrar o corpo, disse que todo este tempo estava escondido no mato e seu plano era chegar a São João do Piauí e seguir viagem para fora do Piauí. No depoimento Nuca acusou duas pessoas pelo assassinato, ambas moradoras da localidade Angico Branco e já estão detidas na DP cumprindo prisão temporária de 5 dias pedida pelo delgado e despachada pelo juiz de direito da comarca de São João do Piauí. Os dois homens citados por Edivirges ainda não foram ouvidos em depoimento e Jorge Terceiros preferiu não expor os nomes já que até o momento não há prova algum da participação destes acusados.

Na residência de uma dos novos acusados foi encontrada uma espingarda calibre 28 e foi atuado pelo crime de posse ilegal de arma de fogo.

Equipe eficiente da PM/PI que efetuaram a prisão







Aproveite e curta nossa página no facebook. Clique aqui e depois curtir.

FONTE:

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.