Header Ads

Image and video hosting by TinyPic
Breaking News
recent

"PROFESSOR DA EACF DESMENTE CRÍTICAS EM RELAÇÃO AO ENEM 2010"


O assistente administrativo da Escola Estadual Antonio Cavalcanti Filho, em Afrânio (PE), Raimundo Nonato Martins Júnior, pediu direito de resposta para esclarecer algumas informações que considera equivocadas sobre a matéria de ontem (13/09), referente ao desempenho da escola no Enem.

Vale aqui ressaltar que o texto foi enviado ao Blog por um grupo de estudantes. Portanto, é válida a opinião dos mesmos, porque um Blog jornalístico tem essa característica. Se estão certos ou não, é outra história.

Segue abaixo a resposta dada pelo assistente administrativo:

1 – O saldo da escola não foi negativo, considerando sua nota. A média geral da escola em 2010 foi 516,07. A média nacional, no mesmo ano foi de 511,21, portanto ficamos acima da média nacional. Como isso pode ser negativo? A média nacional projetada para 2028 é de 600 pontos. Estivemos muito próximos já em 2010, o que é positivo. Imagine o que alcançaremos em 2026.

2 – Se o ensino de Afrânio é ruim, como é que tivemos somente em 2009 a formação de quase 200 professores nos cursos de Licenciatura da FTC e no de Física da UFRPE, mais de 70% destes oriundos do Ensino Médio da Escola Antônio Cavalcanti Filho? Os professores que os ensinaram são os mesmos da atualidade.

3 – Por que o senhor, ao apresentar números não cita o SAEPE /IDEPE do mesmo ano (2010) que avaliou a escola com desempenho máximo, obtendo uma marca 9% melhor do que no ano de 2009, saltando de 2,92 para 3,21? Fonte: http://www1.educacao.pe.gov..br/idepe

4 – A gestora da Escola não está na função por apadrinhamento político, antes sim, porque ninguém, dos vários professores consultados, queria a função, uma vez que a escola estava com problemas estruturais que a levaram a interdição, mas também porque na escola a gratificação de diretor não é grande quanto às responsabilidades que este assume. Uma professora anterior começou, não aguentou e desistiu. Em suma, quando estava desorganizada ninguém queria, agora que está se organizando e bem melhor, querem.

5 – A escola funciona em um espaço alugado devido ao prédio oficial estar interditado. É um único local. A escola não está dividida em vários prédios como afirma erroneamente o texto. Além do mais o prédio agrega todos os estudantes, sem problemas.

6 – Não há lama na escola, pois ela se encontra no Centro da cidade. Se o senhor não conhece o Centro de Afrânio, é asfaltado e calçado, portanto é impossível ter lama. O criador do texto está confundindo com a Escola de Referência em Ensino Médio Professora Irene Maria Ramos Coelho, que por ser afastada do centro sofre durante o período de chuvas com lama. Desde a sua construção prometeram calçamento e até agora, nada.

7 – Quanto aos laboratórios a Escola Antônio Filho tem Laboratório de Informática. Mais uma vez o autor do texto confundiu as escolas, parece que nem conhece Afrânio. É a Escola de Referência que, até onde sei, está sem laboratórios.

8 – “Confundir autoridade com autoritarismo”…já fizeram tanta confusão com esse texto referentes às escolas que nem vou comentar.

9 – A realidade é que a reforma e construção da escola só irá sair para ser utilizada como plataforma eleitoreira. No Brasil sempre foi assim e nunca vai mudar. Quem perde são os que necessitam da maquina pública para estudar, ter uma profissão, ter saúde, etc. Infelizmente dependemos dos políticos e da politicagem. É a vida.

10 – O ensino superior não é para todos, por mais que se queira e o senhor sabe disso, deixemos de utopias. Há uma distância muito grande entre os que terminam seu Ensino Médio e os que entram na Universidade. Os que deixaram de fazer o ENEM assim o fizeram porque não quiseram, pois convivo com esses alunos quase que diariamente e sei dos seus desejos. Procuro os estimular a estudar mais, contudo uma maioria prefere jogar seu Ensino Médio no lixo, não o valorizam na busca pelo nível superior.

11 – A questão do ENEM em Afrânio é que muita gente foi descansada e não fez o ENEM 2010, esperando a oferta da UFRPE por vestibular, o que não houve, mesmo vendo nos noticiários que as federais não iriam mais ofertar seus cursos mediante vestibular.

12 – A UFRPE não oferece Ciências da Computação em Afrânio, e sim, Licenciatura em Computação (Formação de Professores).

Raimundo Nonato Martins Júnior
Assistente Administrativo 

FONTE: BLOG do Carlos Britto

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.