Header Ads

Image and video hosting by TinyPic
Breaking News
recent

"HOMEM TEM CARTEIRA FURTADA EM PETROLINA e DIVULGA VÍDEO COM IMAGENS DA ACUSADA"

Paulo César fazia o mesmo percurso diário: chegou em Petrolina depois de fazer a travessia na barquinha, passou em uma farmácia no centro da cidade e lá comprou uma garrafa de água mineral, mas não esperava perder R$ 1.000 em dinheiro e sua carteira com quase todos os documentos. Na manhã da última segunda-feira (11) ele relatou ter esquecido o objeto em cima do balcão do estabelecimento comercial e retornou pouco tempo depois. Mesmo assistindo às imagens da câmara de segurança da farmácia e constatando que a acusada de furtar a carteira ainda permanecia no local, Paulo César não conseguiu recuperá-la. Vejam o vídeo:



“Todo o dia eu atravesso a barca e compro água mineral na farmácia. Eu saí de casa com R$ 1mil na carteira porque eu tinha que pagar uma promissória. Quando eu abri a carteira um vi que tinham notas de R$ 100 e R$ 50 aí pensei ‘não vou da uma nota de R$ 50 para que cobrassem um valor um pouco acima de R$ 1’. Então lembrei que tinha umas moedas no bolso e instintivamente coloquei a carteira em cima do balcão, junto com a água mineral que estava na minha mão. Peguei as moedas e dei para o dono da farmácia, que estava no local”, relatou.

Relembrando o momento, Paulo César se mostra inconformado. “Foi um descuido, um vacilo. Eu nunca tinha esquecido a minha carteira em lugar nenhum. Eu peguei a garrafa de água, deixei a carteira do lado e saí. Aí eu andei mais ou menos uns 200 metros, coloquei a mão no bolso e percebi que não estava com a carteira. Quando voltei à farmácia a mulher que estava me atendendo estava ao lado de uma senhora e eu perguntei a ela sobre a minha carteira que estava ao lado do monitor, mas a atendente negou ter visto. Nós ficamos discutindo, quando o gerente chegou e me chamou para assistir a gravação feita pelas câmaras de segurança da loja”.

A vítima ainda revela que a acusada pelo furto estava dentro da farmácia quando ele questionou o paradeiro da carteira esquecida. “Se ele (o gerente) tivesse sido mais ágil na exibição das imagens a gente teria pegado a mulher ainda dentro da loja. Ela estava comprando um medicamento, disfarçou pouco, afastou a atendente e colocou a minha carteira dentro da sua bolsa. Eu vi a cara dela e sei quem é a pessoa, eu quero que ela me devolva tudo, até mesmo o dinheiro. Se eu tivesse perdido na rua e me devolvessem os meus documentos, para mim estaria de bom tamanho. Mas como ela estava lá e foi muito má... Poderia ter dado uma desculpa e devolvido a carteira e não fez... Se ela me devolvesse, eu seria capaz de não dar queixa, deixaria para lá. Mas eu quero que ela me devolva cada centavo que levou”.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.