Header Ads

Image and video hosting by TinyPic
Breaking News
recent

"IMPASSE ENTRE CIRCO e ADALBERTO CAVALCANTI VIRA CASO DE POLÍCIA EM AFRÂNIO-PE"


O clima de acirramento político entre Carlinhos e Adalberto Cavalcanti – respectivamente prefeito e deputado estadual – ganhou mais um capítulo em Afrânio (PE), sertão do estado.

O centro da polêmica, desta vez, foi o proprietário de um circo, Edimilton Bezerra dos Santos (conhecido como ‘Chocolate’), que acusou o deputado Adalberto Cavalcanti de “arbitrário”. O fato ocorreu no último dia 06 deste mês.
Segundo Chocolate, Adalberto obrigou-o a tirar um baú do circo que estaria atrapalhando, conforme justificativa do deputado, o acesso de carros e pedestres pelo local. O dono do circo explicou-lhe, por sua vez, que o baú não era obstáculo, mas informou a Adalberto que o reboque da carreta estava quebrado e não tinha como fazer isso. No entanto, pediu a ele que se arrumasse um veículo, tiraria o baú, sem nenhum problema.

Segundo ele, não se dando por satisfeito, Adalberto acusou o dono do circo de tentar prejudicar uma festa promovida por ele na referida rua. O parlamentar também teria se recusado a ouvir as explicações do assessor de comunicação da prefeitura, Jaconias Moraes, sobre o fato, insinuando que o prefeito Carlinhos estaria por trás da manobra.

Para piorar, Chocolate informa que no dia seguinte (um sábado), acordou-se às seis da manhã com policiais em sua porta, determinando que retirasse o baú daquele local.

Deixando a entender que teria sido Adalberto o responsável por acionar a polícia, o assessor de comunicação disse ter ouvido do dono do circo que, apesar da pouca instrução, tinha consciência de que os policiais não poderiam ter entrado no terreno autorizado pela prefeitura para a montagem do circo, sem uma ordem judicial.

Nossa reportagem entrou em contato com Jaílson Clécio, assessor de Adalberto. O mesmo ratificou as palavras do parlamentar, alegando ter partido da prefeitura a tentativa de evitar que Adalberto fizesse a festa na rua, uma vez que o baú, segundo soube, tinha sido colocado três dias antes da festa.

Mais tarde  o próprio deputado Adalberto Cavalcante nos informou que apenas solicitou que a lei fosse cumprida e o “cavalinho”da carreta fosse retirado de frente de sua emissora de rádio e do meio da rua.

FONTE: BLOG do Carlos Britto

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.