Header Ads

Image and video hosting by TinyPic
Breaking News
recent

"COMO O 1° DE ABRIL SE TRANSFORMOU NO DIA DA MENTIRA"


Segundo consta, tudo começou quando o rei da França, Carlos IX, após a implantação do calendário gregoriano, instituiu o dia primeiro de janeiro como o início do ano. Naquela época, as notícias demoravam muito para chegar às pessoas, fato que atrapalhou a adoção da mudança da data.

Antes dessa mudança, a festa de ano novo era comemorada no dia 25 de março e terminava após uma semana de duração, ou seja, no dia primeiro de abril. Algumas pessoas, as mais tradicionais e menos flexíveis, não gostaram da mudança no calendário e continuaram a fazer tal comemoração, na data antiga. Isso virou motivo de chacota e gozação por parte das pessoas que concordaram com a adoção da nova data, então passaram a fazer brincadeiras com os radicais, enviando presentes estranhos ou convites de festas que não existiam.Tais brincadeiras causaram dúvidas sobre a veracidade da data, confundindo as pessoas, daí o surgimento do dia 1º de abril como dia da mentira.

Aproximadamente duzentos anos mais tarde, essas brincadeiras se espalharam por toda a Inglaterra e, conseqüentemente, para todo o mundo, ficando mais conhecida como o dia da mentira. Na França seu nome é “Poisson d’avril” e na Itália esse dia é conhecido como “pesce d’aprile”, ambos significando peixe de abril.

No Brasil, o primeiro Estado a adotar a brincadeira foi Pernambuco, onde uma informação mentirosa foi transmitida e desmentida no dia seguinte. “A Mentira”, um periódico de vida efêmera, que começou a circular em 1º de abril de 1848, apresentou como notícia, o falecimento de D. Pedro, fato que não havia acontecido. Segundo informações o periódico saiu pela última vez em 14 de setembro de 1849, convocando todos os credores para um acerto de contas no dia 1º de abril do ano seguinte, dando como referência um local inexistente.

Para os supersticiosos as peças pregadas no dia 1° de abril têm que ser encerradas à meia-noite. Para eles, se as peças forem pregadas depois desse horário, vão trazer má sorte ao pregador. Contudo, isto não é universalmente aceito, e muitas peças já foram praticadas depois da meia-noite.

Os supersticiosos também acreditam que alguém que não consegue aceitar os truques, ou tirar proveito deles, dentro do espírito da tolerância e do divertimento, também sofrerá com má sorte. Se diz ainda, que aquele que for enganado por uma menina bonita será recompensado com o matrimônio, ou pelo menos a amizade dela.

Com advento da internet como um meio de comunicação mundial ficou ainda mais fácil para os “traquinas” realizarem o seu “trabalho”. Muitas organizações de mídia propagam, inconscientemente ou deliberadamente, peças no Dia das Mentiras. Mesmo agências de notícias sérias, consideram o Dia da Mentira uma brincadeira normal, e uma tradição anual.

Pregar mentiras nesse dia é uma brincadeira saudável, porém o respeito e o cuidado devem ser lembrados, para que ninguém saia prejudicado, afinal, a honestidade é a base para qualquer relacionamento humano.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.